quarta-feira, 7 de julho de 2010

A primeira impressão pode permanecer

Hoje tô afim de falar sobre primeiras experiências. Todo mundo sabe como são importantes as “primeiras vezes” da vida. Quem não se lembra de seu primeiro dia de aula na escola nova, do primeiro emprego, primeiro carro, primeiro namorado (a), primeira viagem sem os pais?
Normalmente nossas primeiras experiências são levadas na memória, algumas por serem muito boas, já outras... E há que se concordar que as impressões recolhidas nestas experiências por vezes são tão marcantes que definem nossa postura perante estas situações durante toda a vida. Com o campismo não é diferente!
Quantos de vocês não conhecem pessoas que acamparam uma vez e nunca mais pararam, e, além disso, vivem a “arrebanhar” novos seguidores, difundindo o campismo entre amigos e familiares como uma prática agradável?
Em contra partida, muitos são aqueles que tiveram um primeiro acampamento com saldo negativo, e que, por isso, desistiram de acampar, sem ao menos fazer uma nova tentativa. Conheço uma que tem trauma de barraca!
Por que estamos falando disso? Muito simples, porque raras são as oportunidades em que alguém resolve “estrear” no mundo do campismo totalmente sozinho. Portanto, salvo estas exceções, os campistas mais experientes, tem a responsabilidade de iniciar estes marinheiros de primeira viagem da melhor maneira possível, ressaltando em nossas atitudes todas as maravilhas e oportunidades da vida de caracol!
Então fica a dica:
Campista novato, dê a mão para o mais experiente e seja feliz!
Campista veterano, seja um bom cicerone e ajude a difundir a prática!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Você já sabe o que eu penso sobre isso, agora é sua vez de deixar sua opinião... deixa de ser tímido, escreve ai, afinal todo mundo gosta de uma conversa, mesmo que virtual!