quinta-feira, 4 de novembro de 2010

A história da Gazela Branca

Muitos campistas possuem gazebos ou tendas, e os utilizam em suas acampadas...
Muitos campistas também têm parentes ou amigos mais "chegados" esquisitos, engraçados e atrapalhados...
A história da Gazela Branca mescla um pouquinho dos dois.

Em 2006, a Podinha comprou seu primeiro gazebo. Era uma tenda branca, 3x3m, destas que o pessoal usa bastante em praias.
Como acontece com todo equipamento que compramos, resolvemos testá-la em casa, para ver se haviam defeitos e para acostumar com o método de montagem (aconselhamos fazer disso um hábito).
Começamos a montagem do gazebo no quintal, quando toca a campanhia.
Nosso visitante era o Miguel, amigo da família e padrinho do Cabeça.
O Miguel é aquele tipo de pessoa que sempre tem uma piadinha na ponta da língua, disposto a perder o amigo, mas jamais a piada! O problema é que o "cara" fala tanto, que acaba se enrolando em alguns momentos, proporcionando aos ouvintes  pequenos momentos de vingança, pois, de tanto tirar sarro dos outros acaba sendo vítima de sua própria graça!
Voltando aos fatos... chegando ao jardim Miguel avista a tenda montada e solta a pérola: OLHA UMA GAZELA BRANCA MEU!
Todos desataram a rir, pois perceberam que ele havia confundido o nome e não tinha percebido...

Aquele ano penduramos em sua homenagem, uma plaquinha no gazebo que dizia: GAZELA BRANCA DO MIGUEL!
Até hoje, quando a Podinha acampa alguém sempre fala: Não vá esquecer a gazela!!!

Muitos momentos da vida deixam marcas, com o campismo não é diferente.
Compartilhe suas lembranças, assim elas serão mais fortes!
Abraços campistas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Você já sabe o que eu penso sobre isso, agora é sua vez de deixar sua opinião... deixa de ser tímido, escreve ai, afinal todo mundo gosta de uma conversa, mesmo que virtual!